quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Sobre Eu e os Outros...

Eu tenho um defeito.
Tem gente que acha que é o defeito mais lindo do mundo, mas eu nunca consegui me orgulhar dele.
Qual é o meu defeito?
Me importo de mais com os outros...
Não com a vida deles, ou com o que eles dizem sobre a minha, mas pelos problemas deles. Estou sempre tentando cuidar de alguém.
Já briguei com vários amigos por causa de cigarro. Já perdi uma tarde inteira em uma fila interminável pra resolver um problema de documentação de uma amiga, e quando chegou a minha vez, descobri que era em outro lugar, outra fila, e ainda por cima não consegui resolver o problema. Uma vez no ensino médio, fiz 3 textos diferentes sobre um mesmo assunto pra um trabalho por que duas amigas não conseguiam fazer o delas.
E por ai vai...
Fico frustrada quando não sei o que fazer, ou o que falar para ajudar uma amiga. Adoro ouvi-las e dar conselhos (Acho que nossas experiências não são algo pra guardarmos só nós mesmos, creio que, as vezes, uma coisa ruim que você passou não vai lhe servir de nada, mas é um ótimo aprendizado pra sua melhor amiga.), e fico me sentindo mal se não tenho nada a dizer sobre o assunto, nada útil, nada que vá ajuda-la. O que me faz passar dias pensando no assunto, para resolver o problema.
Descobri recentemente que um dos motivos do inicio de um namoro frustrado, foi para ajuda-lo (não vou entrar em detalhes).
O problema na verdade não ajudar os outros. O problema é que temo acabar vivendo pra isso, vivendo pra alguém, pra resolver os problemas de alguém, fazer as vontades desse alguém, e etc. Sim, já passei por isso. E no final foi horrível perceber que eu havia perdido um bom tempo da minha vida, vivendo a vida de outra pessoa.
O problema em cuidar de mais dos outros é que você deixa de se cuidar, de fazer o que gostas, de seguir seu caminho e seus sonhos, pra fazer o que a outra pessoa gosta, seguir o caminho dela, e viver os sonhos dela.
Nunca encontrei alguém que perdesse uma tarde em uma fila por mim. Mas graças a Deus sempre ganhei colo e conselhos quando os mendiguei. Não sinto tanta falta assim disso. Acho que prefiro dar do que receber.
Isso tem seu lado bom, claro. É ótimo ajudar os outros, mas esquecer de mim mesma, e triste. Não, não quero que ninguém cuide de mim, eu quero cuidar de mim mesma, dar atenção pra mim mesma, conseguir resolver os meus problemas sozinha, conseguir entender os meus problemas...
Terei que me preocupar muito comigo mesma daqui pra frente, e isso será um exercício difícil de fazer.
Não se preocupem amigos, ainda podem continuar correndo pros meus braços na hora do aperto. Será um prazer lhe ajudar. rs

2 comentários:

  1. Gostei do seu blog, estou lhe seguindO, visite o meu tbm !!! Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Josué Alexandre Sander22 de dezembro de 2010 14:15

    Oi Ana,

    Gostei muito do seu texto, parabéns!
    Não sei se você me conhece, participo da JELB também e já ouvi o seu nome em conversas com amigos algumas vezes. Hoje fui no seu facebook e vi que tinha um blog, vim visitá-lo e gostei muito dos textos.
    Parabéns por se importar com os outros. Isso é uma QUALIDADE rara, jamais será um defeito. A vida é mais bela andando ao lado de outras pessoas, carregando elas no colo, enxugando as lágrimas ou repartindo as alegrias. Ao invés de viver apenas a sua vida, você pode viver várias.
    Aproveite este dom que Deus lhe deu. Em algum momento você irá perceber como é bom ter desviado do seu caminho para andar ao lado das outras pessoas.

    Prazer em conhecê-la =D
    Abraços,
    Josué Alexandre Sander

    ResponderExcluir